domingo, 7 de agosto de 2011

Demasiado...







Fecho os olhos...

Regresso a ti...

... aos momentos que partilhámos...

Fecho os olhos...

Volto a nós...

... a um outro tempo....


Conheci-te menina...

... deixei-te mulher...


É estranho...

... mas, recordo o sabor do teu sorriso...

... a côr do teu toque...

... o cheiro da tua paixão...


Pois tudo em nós foi mais do que era suposto ser...

... demasiado cedo...

... demasiado forte...

... demasiado intenso...

... demasiado curto...


Foi pele...

... foi cheiro...

... foi fome...

desejo!!!


É o tempo verbal que me consome...

Pretérito Perfeito...

Desaparecido do presente...

... mais, uma vez...

... demasiado cedo...


Por minha escolha... opção...

... duas vezes trilhamos caminhos distintos...

Por minha causa...

... a distância aumentou...

Foi culpa minha, de mais nínguem...

Deixei que as inseguranças, que não eram nossas...

... cavassem um fosso, que perdurou...


Tentei construir a ponte para ti... 

... mais uma vez...

... tão típico de nós...

... demasiado tarde...


Sei hoje que partiste...

Sei que me recordaste...

E, mesmo no fim... continuaste a respeitar o que tinhamos combinado...

Como eu gostava que não o tivesses feito!!!


Perdoa-me, apenas, ter tentado demasiado tarde...

Vela por mim...


Bjs Eternos

Just Me
Fica aqui o meu até já... Não tive oportunidade de o fazer de outra forma...

Tu quiseste que não fosse doutra maneira...

Quem sabe, assim seja melhor... Sempre foste mais prático do que eu...

3 comentários:

Oasis girl disse...

Lindo... como sempre..
Deixei-te uma prenda lá no blog!
Beijos ;)

Mr. Mystery disse...

Desencontros há que para sempre nos deixam um sabor a fel estampado nos lábios.

Sentido, profundo...
Bjo

Beijo Imenso disse...

Particularmente bonito!

BI